Palestra e informações valiosas na reunião de setembro

Palestra e informações valiosas na reunião de setembro

28/09/2018 0 Postado por: Marketing AEA-BA

Um encontro que contou com a participação efetiva dos associados, enriquecido com uma palestra sobre a política ligada à ação social, além de esclarecimentos sobre as ações contra o equacionamento da FUNCEF e informações a respeito das atividades da diretoria executiva. Foi assim a reunião mensal realizada na última quarta-feira (26), no auditório da AEA/BA.
A abertura do evento coube ao presidente José Bonifácio, que fez comentários sobre os assuntos da reunião, enfatizando a importância de todos. Informações como a reforma da sede administrativa, o empréstimo emergencial e o Simpósio da FENACEF seriam dadas, mas foram adiadas em função do atraso no início da reunião.
Bonifácio aproveitou a oportunidade para pedir a todos que chegassem nos horários previstos nos próximos encontros, para que as programações respectivas pudessem ser cumpridas na íntegra, em benefício de todos.

 

PALESTRA

A palestra “A Prática Política Como Ação Indispensável Para a Evolução Social”, esperada com grande expectativa, veio a seguir, ministrada pelo educador Nelson de Luca Pretto, que, que além de ser professor titular da Faculdade de Educação da UFBA, possui um rico e extenso currículo profissional, com várias formações, especializações e doutorados no Brasil e no exterior.

Palestra do prof. Nelson Pretto foi destaque na reunião

Nelson Pretto também foi integrante dos grupos gestores da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência) e do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), além de membro titular do Conselho Estadual de Cultura e da Academia de Ciências da Bahia.
Uma plateia atenta ouviu a palestra proferida por Nelson Pretto. Num resumo da sua fala, ele abordou a situação de desqualificação ora enfrentada pela política brasileira, especialmente pela má atuação dos seus representantes, o que motiva o acirramento das discussões entre as partes oponentes.
No entanto, enfatizou que o exercício da política é essencial, pois possibilita às pessoas experiências importantes para o consenso e o aprimoramento das relações sociais. Afirmou que essa prática, ainda que seja de forte antagonismo, não deverá ter o propósito de aniquilar a parte adversária.
Deu como exemplo o futebol, citando Bahia e Vitória, uma vez que, se um deixar de existir, acabaria a rivalidade tão importante para motivar a existência de ambos, além de prejudicar esse esporte como um todo.
O professor Nelson Pretto ainda respondeu a perguntas do público, e, ao finalizar sua apresentação, foi aplaudido por todos.

 

EQUACIONAMENTO

A advogada e associada da AEA/BA, Helena Santigo, prestou informações sobre os processos impetrados contra a FUNCEF e a Caixa. Disse que são ações de alta complexidade, não só pelo seu conteúdo como pelas partes envolvidas, e que não é impossível um resultado favorável, embora seja muito difícil a produção da prova, que depende de perícia técnica envolvendo cálculo atuarial. 
Apesar disso, alguma evolução aconteceu, com efeito prático, como a liminar que fixou em 10% o valor do desconto, o qual vem sendo praticado em 20%. Esta liminar foi confirmada pelo tribunal e ainda está em análise, aguardando decisão sobre sua aplicação ou não.
Dra. Helena salientou que o trâmite dos processos está sendo devidamente acompanhado e que só a ação do escritório de advogados Carvalho e Silva não foi acatada como ação civil pública. Como ainda não há julgamento do mérito pelo tribunal, a situação pode se inverter. Além disso, afirmou que, qualquer que seja a sentença, esta só atingirá aqueles que autorizaram o escritório de advocacia Carvalho e Silva a oficializar os processos, não contemplando os demais associados da AEA/BA. Salientou que, em caso de sentença desfavorável, caberá aos reclamantes o ônus da sucumbência.

 

CAMINHADA DA PRIMAVERA

Em seguida, a diretora social, de esportes e eventos, Margaret Pisani, falou da Caminhada da Primavera, que acontecerá amanhã, a partir das 09:00, no Parque da Cidade, festejando a chegada da estação das flores.
Conclamou a todos para participarem do evento, e que cheguem por volta das 08:00, além de informar que as camisas serão distribuídas no próprio local, sem custo para os associados, mas ao preço de R$ 20,00 para cada convidado.

 

CONTABILIDADE

A situação contábil da AEA/BA também foi tema da reunião. Coube ao presidente do Conselho Fiscal, Geraldo Antonio das Silva, dizer que o balanço do ano passado já foi encaminhado à diretoria executiva com o devido parecer, mas com ressalvas a serem equacionadas.

Reunião teve grande adesão de associados

Comunicou que a entidade resolveu contratar os serviços de outro escritório de contabilidade, uma vez que o anterior demorava muito em enviar os documentos solicitados, o que gerou um grande atraso no fechamento do balanço de 2017. Apesar disso, frisou que os balancetes mensais estão sendo feitos regularmente.

 

VOTO AZUL

Retomando sua participação, o presidente José Bonifácio falou sobre o “voto azul”. Este nome foi criado pela FENACEF para alertar sobre a importância em se votar em quem defenda os interesses dos aposentados.
Mesmo que não sejam oriundos de entidades associativas ou das estatais ameaçadas de privatização, deve-se identificar aqueles candidatos que já atuam neste sentido ou que assumam o compromisso em fazê-lo. “Mais do que nunca, faz-se necessário que os aposentados tenham representantes que os defendam no congresso nacional”, ressaltou Bonifácio.
Como acontece em todos os meses, a reunião de setembro foi encerrada com os parabéns aos aniversariantes do mês, cada um recebendo uma lembrança da AEA/BA, sem faltar o tradicional bolo, acompanhado de salgados, refrigerantes e salada de frutas.

 

SOMOS TODOS AEA/BA!